vida em comunidade /
         autogestão trimembrada

Trabalhar em grupo de maneira horizontal é um grande desafio para nós hoje em dia, já que estamos acostumados a viver em um sistema vertical. Reconhecer a própria incapacidade não é suficiente para agir já de maneira nova. É o primeiro passo necessário para então colocar-se a caminho para desenvolver as novas habilidades sociais. Esta caminhada inicia com o treinamento do pensar (veja a primeira redação de Rudolf Steiner no livrinho Economia e Sociedade).

 

A experiência em diversas iniciativas, desde 2005, mostrou que este desafio é principalmente individual. Muitos não conseguem admitir que é preciso desenvolver as novas capacidades primeiro para depois, colocando estas em prática, fazer a diferença no social. A maioria quer fazer o novo da maneira antiga e a consequência são muitos conflitos sociais em iniciativas que podem até apresentar para o mundo uma fachada brilhante. 

 

Uma capacitação neste âmbito se mostrou, em todos estes anos, tão necessária e indispensável como a capacitação para o Artista da Educação.
 

 

Veja aqui o texto do prospecto que apresenta a 

 

ARTE SOCIAL
uma trilha para a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

pensar globalmente – agir localmente

 

 

Possibilitar uma convivência humanizada no mundo de hoje depende cada vez mais da dedicação consciente de cada um de nós. A cada ano o curso natural das coisas, como consequência da passividade individual, revela a sua face real: estamos nos movimentando na direção do caos social em nível global...

Existe saída? É possível criar uma convivência saudável a partir das características essenciais do ser humano? Que características são estas?

Em 1919 nasceu a primeira Escola Waldorf (em Stuttgart na Alemanha) como uma proposta social para a sociedade atual. Ela foi solicitada por operários e no início financiada integralmente por um capitalista com bom senso social e disponibilidade para a ação concreta. Hoje estas escolas existem no mundo inteiro como uma oportunidade para o exercício de uma convivência humanizada.

Porém, este é um grande desafio para todos os envolvidos! E a experiência mostra que são necessários preparo e investimento individual constantes para possibilitar uma autogestão autônoma que seja associativa de verdade.

Você deseja fazer a sua parte? Quer tornar-se a mudança que o mundo precisa com cada vez mais urgência? Então a prática aqui apresentada é para você! Você estará fortificando regularmente aquilo que existe de melhor em você.

 

 

.
 

 

A caminhada é composta em quatro anos. Chama-se Curso de TransFormação do Educador (CTFE).
Porque educadores somos todos nós seres humanos. Somos responsáveis pelas novas gerações. Somos os exemplos que as crianças imitam.

 

 

 

Programação dos quatro anos:
 

 

1° ano – lema: Eu me relaciono comigo.
Euritmia – vivência corporal dos conceitos básicos da Ciência Espiritual Antroposófica (Antroposofia), o fundamento da Pedagogia Waldorf.
Estudo – lemos os livros de Rudolf Steiner: A Educação da Criança segundo a Ciência Espiritual (1907) e Economia e Sociedade (1905/1906); estudamos o livro Teosofia (1904).
Minicurso 1 – Introdução à Pedagogia Waldorf (MCPW) - programação veja abaixo.
Minicurso 2 – Introdução ao Trabalho Associativo (MCTA) - programação veja abaixo.

Programação completa do 1º ano veja aqui.

 

2° ano – lema: Eu me relaciono com a natureza.
Euritmia – vivência corporal do ciclo do ano; as quatro estações em nossa região. Serve como base para a celebração consciente das quatro festas principais que se orientam pela movimentação da Terra em volta do Sol. Toda prática pedagógica Waldorf se desenvolve a partir da vivência do ciclo do ano. Porque? Isto nós vamos descobrir em conjunto.
Estudo – no 1º semestre estudamos os livros de Rudolf Steiner: A Educação da Criança segundo a Ciência Espiritual (1907) e Economia e Sociedade (1905/1906); lemos o livro de Heinz Buddemeier: Jogos Eletrônicos e Realidade Virtual (2007). No 2° semestre estudamos o curso dado por Rudolf Steiner em 1919: A Arte da Educação I.


Rodas de Amigos – encontros sobre as festas do ano.
Programação veja aqui.

 

3° ano – lema: Eu me relaciono com o planeta.
Euritmia – vivência corporal dos ritmos do Planeta Terra. A polaridade hemisfério norte e hemisfério sul e as festas do ano. Desperta a consciência planetária e ajuda na atuação pedagógica a partir da alma da consciência.
Estudo – estudamos o curso dado por Rudolf Steiner em 1919: A Arte da Educação II.

 

Curso de Férias – A Arte de Amar: sobre a composição diferenciada de homem e mulher.
Programação veja aqui.

 

 

4º ano – lema: Eu me relaciono com o universo.
Euritmia – vivência corporal dos ritmos dos astros (zodíaco e planetas). A composição cósmica do ser humano. Vivenciar de maneira cada vez mais consciente a sua relação com o universo é a característica do ser humano novo. A Pedagogia Waldorf educa para a nova sociedade que pode ser criada por nós.
Estudo – lemos o livro de Rudolf Steiner: A Ciência Oculta (1909).

 

Curso avançado – A Biografia da Humanidade no Planeta Terra.
Programação veja aqui.

 

 

 

Metodologia do estudo:

A chave para o bem estar é o
ritmo. (Imagine o que seria de nós se não vivêssemos no ritmo entre dia e noite!). Também o crescimento interior se desenvolve melhor quando é praticado ritmicamente.

É por isso que no CTFE estudamos de maneira rítmica:

• no ritmo da regularidade – uma vez por semana;
• no ritmo entre preparação individual e permuta no grupo.

Na preparação individual (tema de casa) cada um investe força de vontade resumindo os parágrafos do texto; na permuta no grupo cada um apresenta o que preparou e assim vivenciamos a obra em trabalho através da dedicação de cada um. No tempo restante conversamos sobre o conteúdo e a composição do texto, no ritmo de falar e escutar, perguntar e responder.

Neste processo, as idéias vivas da Antropós (= ser humano) Sofia (= sabedoria) podem ser assimiladas em doses homeopáticas e compreendidas passo a passo. Assim, a sabedoria germina no ser humano e aos poucos pode desabrochar no seu dia a dia. O fruto de um processo assim, disciplinado e prazeroso, é a cura da alma através do estudo; a cura da alma individual e consequentemente a cura da alma do grupo.

Esta prática capacita para o trabalho associativo em uma comunidade consciente. A experiência mostra que a autogestão em estilo horizontal é um enorme desafio para nós que estamos acostumados a viver em um mundo hierárquico. Pré-condição para o sucesso neste âmbito é ter humildade para reconhecer que as novas capacidades sociais precisam ser treinadas regularmente. O estilo de trabalho no CTFE oferece uma oportunidade para este treinamento interior e em grupo.

 

 

Para aqueles que querem conhecer a fonte da Arte Social é oferecido o curso Pensar com o Coração, uma vez por ano, em junho.
Mais informações veja aqui.
 

 

 

Existem graus de intensidade para trilhar este caminho:

1. light: participe dos encontros mensais "VIVER em comunidade" para exercitar a escuta e o pensar claro no diálogo com os amigos presentes.
2. médio: complemente esta doação social com a prática regular da euritmia, permeando o seu corpo com a presença do seu eu através dos exercícios com bastões de cobre.
3. intensivo: complemente estas atividades participando do Curso de TransFormação do Educador (CTFE) que facilita o despertar do eu-superior.

Trilhar este caminho junto com os amigos pode criar laços profundos de amizade, ajudar a superar medo e depressão e promover um sono tranquilo e saudável.

 

 

Esta trilha é para quem?
Para quem sente prazer em participar na construção de uma sociedade com semblante humano. Direciona-se àqueles com genuíno interesse pelo ser humano e àqueles que querem tornar a vida neste planeta uma vivência rica e prazerosa.


 

 

O que é euritmia?


Arte de Movimento que visa harmonizar corpo, alma e espírito, relacionando de maneira saudável o nosso pensar, sentir e querer. Surgiu em 1912 na Alemanha como fruto da Ciência Espiritual Antroposófica. Desde então tem se espalhado pelo mundo, sendo vivenciada como uma fonte de vitalidade e bem estar.

 

 

A euritmista:


 

Margrethe Skou Larsen,formada na Alemanha (1989), pós-graduada nos EUA. Trinta anos de experiência como facilitadora de euritmia na Arte Social, na Europa, nos EUA e no Brasil. Vive em Porto Alegre desde 2000 onde fundou o Espaço Vivo (2001). 

 

 

 

Minicurso: Introdução à Pedagogia Waldorf (MCPW)

Neste curso é apresentado um olhar que contempla
• o ser humano como um todo;
• a sua evolução no Planeta Terra;
• o papel importante da educação nos primeiros vinte e um anos de sua vida.

Duração: um dia e meio / ou conforme solicitação.

Próxima data: ver com Aline (51) 9.9656.3591

Programação completa veja aqui.
 

 

Minicurso: Introdução à Gestão Associativa (MCGA)

• Autogestão trimembrada;
• Metodologia para o trabalho em grupo;
• O fluxo saudável do dinheiro.

Duração: um dia e meio / ou conforme solicitação.

Próxima data: ver com Aline (51) 9.9656.3591

Espaço Vivo - Euritmia Viva

Endereço: Rua Castro Alves, 167 - sala 101
(Quase esquina com Ramiro Barcelos)
 Independência - Porto Alegre

  • Facebook Clean Grey

© 2019 por Aline Pereira de Barros. Orgulhosamente criado com Wix.com

Tel: 051-99656-3531